Skip links

Porque você não deve fazer root no Android

O Android é baseado no kernel do Linux, então, desde o início, os desenvolvedores e usuários avançados estavam interessados ​​em obter acesso root para fazer alterações e obter novos recursos.Esse é um procedimento até bastante simples na maioria dos dispositivos, no entanto à

O que é root?

No sentido mais básico, “root” refere-se à pasta mais alta no sistema de arquivos de um dispositivo. Se você estiver familiarizado com o Windows Explorer, root por esta definição seria semelhante à unidade C:\, que pode ser acessada subindo vários níveis na árvore de pastas a partir da pasta Meus Documentos, por exemplo. No Mac OS X e Linux, seria um diretório / (barra) em vez de C:\.

Assim como no Linux o usuário root (Algo como o administrador do Windows), pode ver e acessar qualquer arquivo, e comparado com o Windows o usuário root tem ainda mais acessos, digamos que um usuário root consegue apagar todo o sitema sem nenhum problema, como também acessar ou modificá-lo.

O Android por padrão te dá acesso como usuário comum, sem possibilidade de acessar nenhum arquivo do sistema, garantindo assim a integridade do mesmo. Existem vários procedimentos diferentes que permitem aos usuários obter acesso ao root de seu dispositivo. Dependendo do dispositivo, o root pode ser tão fácil quanto instalar um aplicativo, mas alguns métodos são um pouco mais complicados e envolvem conectar o dispositivo a um computador e enviar comandos de terminal.

O que posso fazer com o root?


Se considerarmos que root é a pasta mais importante no sistema de arquivos de um dispositivo, onde todos os arquivos que compõem o sistema operacional Android são armazenados, e o root permite que você acesse esta pasta, então o root significa que você pode mudar qualquer aspecto do software do seu dispositivo.

Por exemplo, aplicativos de bloatware (Aplicativos que vêm pré-instalados em dispositivos Android) são geralmente armazenados na pasta do sistema dentro do diretório raiz – os usuários normais não podem desinstalar esses aplicativos, mas usuários root podem simplesmente navegar até a pasta e excluí-los. Excluindo aplicativos de bloatware da pasta /system/apps/ no diretório raiz.

Porque você não deve fazer root


Por mais incrível que pareça, há definitivamente alguns problemas. A maior desvantagem é que a maioria dos dispositivos param de receber atualizações após ser efetuado o root, o que significa que você terá que aplicar manualmente quaisquer atualizações futuras usando Fastboot, Odin ou Smart Switch.

Além disso, existem alguns riscos potenciais de segurança envolvidos no root. Considerando que um usuário com root tem acesso a todos os arquivos do sistema em seus dispositivos, isso significa que os aplicativos que o usuário instale também podem obter o mesmo nível de acesso. Sendo assim um programa malicioso que antes não conseguiria acessar ou danificar seu sistema, com o root ele conseguirá, e ao contrário do comportamento padrão onde o Android solicita permissão do usuário para acesso de câmera, arquivos dentre outros, com o root o aplicativo também pode realizar esse acesso diretamente, em segundo plano sem notificar ou solicitar nada.

Então, finalmente, devido aos riscos descritos acima, alguns aplicativos simplesmente se recusam a ser executados em um dispositivo com root. Geralmente, isso é limitado a aplicativos que lidam com pagamentos financeiros ou mídia protegida por direitos autorais de DRM, principalmente o Android Pay, o Samsung Pay e o aplicativo de streaming Netflix.

Deixe uma resposta